20 julho 2010

4 anos a blogar. O que publicamos!

"O tempo passa e a vida também..." É verdade, já lá se foram 4 anos desde que me vejo um "escrevinhador" no blog Eme Nguimba.
A internet em Angola ainda não é para todos. Só no ano passado é que eu consegui instalar a internet no meu computador. Usufruo a internet do meu local de trabalho que muitas vezes não é fácil atendendo as políticas de acesso. Então muitas vezes há que sacrificar a hora do almoço para aceder a net.

Ainda assim, fiz meu máximo para me dedicar ao blog que teve períodos de quase não publicação. São 97 post em 4 anos, 2 em média por mês.

Visitaram-me 6299 vezes, 131 visitas em média por mês. Agradeço a todos os visitantes deste humilde espaço que me honraram com sua visita e comentários.

A todos, votos de muitos sucessos nas vossas vidas e seja Deus vossa alegria.



Arquivo do blogue



▼ 2010 (58)

▼ Julho (3)

As feiras do livro na comunicação

“- P’ra mim é melhor morrer com um tiro na cabeça....

Apresentação do livro "Mátria" de Nguimba Ngola



▼ Junho (2)

Saramago

Infância



▼ Maio (8)

O mal de Monjeza e Chimbalanga e a benção de Cavac...

não posso escrever o poema que sinto no peito

O lançamento do "O Último Recuo" de Isaquiel Corí

UNESCO celebra Dia de Língua Portuguesa

"O Último Recuo" do I. Cori em breve...

rocha Doce lisa a coxa

A viagem no “espírito” de ParaN´dele.

O "copo de água" na UEA - empossamento da nova dir...



▼ Abril (11)

Viva o Livro!

MÃE

Carmo Neto - Novo SG da UEA

O sonho, a língua e os provérbios no “Vimbo Li´Olo...

"O mundo não desaba quando termina uma relação..."...

Niterói, Niterói, como dói, como dói

Esta mulher inebria a minha mente

Sonho, de amor

Terra de Sonhos

Uma indescritível crónica sobre a luta pela vida

"Ler é um hábito" e o dia da literatura infantíl



▼ Março (16)

O Forno, o Feminino e o João Tala

Folha8 15 anos na Cultura

Entrevista no Semanário Independente nº. 102, 20 d...

Ngonguita lança "No Mbinda..."

Indescritível

Viva a Poesia

“A fotografia é uma arte sim..” - Wagner Dias na M...

Feliz Dia dos Pais

"Há que tornar a escola numa fábrica de leitores"

Dya Kasembe

Força Mulher

Mayamba Editora - ler é desvendar o mundo

Um ano de vida

Kilumba Afrikana

Os poetas não vão para o céu

Quinta-Feira Cultural



▼ Fevereiro (8)

A poesia de Matadi Makola

Mário Pinto de Andrade: um olhar íntimo

Maka na União

Desporto & Cultura - Parabéns kilumbas douradas

O melhor amigo do homem

Amor & Esperma

João Melo na Mesa Bicuda

sabe Deus a razão do amor



▼ Janeiro (10)

Comentáriosquasepoétikos

Sobre a Língua Portuguesa em Angola, como língua o...

Lutando Contra as Trevas

Concupiscência

Coisas do Futebol

Cultura Angolana

The Kings Club e a poesia

Escrever e ponto final

A Razão do Verso

Quando penso na poesia, ela fica cada vez mais longe!

▼ 2009 (3)

▼ Julho (2)

A Mátria de Nguimba Ngola

É já neste Sábado!



▼ Maio (1)

Inovação linguística em “Uma Maria João e os Knunc...

▼ 2008 (4)

▼ Outubro (2)

A juventude e sua expressão cultural

O prefácio como discurso introdutório e autónomo d...



▼ Julho (2)

Lev´Arte - Dois anos de poesia

Arte africana e seu futuro

▼ 2007 (9)

▼ Dezembro (2)

A zungueira e a “poética” da sobrevivência

A dimensão cultural de Jorge Macedo



▼ Maio (1)

África mãe do cordão umbilical



▼ Março (1)

Altar dos teus seios



▼ Fevereiro (5)

Carnaval

Levarte na Bienal do Livro

A plateia vibrante do King's.

Declamando no King's

Teus olhos lindos brancos de criança

▼  2006 (23)

▼ Dezembro (1)

O choro de Joaninha



▼ Novembro (1)

O grito da manhã



▼ Outubro (1)

Pincel sinfónico da mente



▼ Setembro (6)

Tímpanos feridos

O Encantar do Lev’Arte

Poesia

“A magia das palavras”

Vitória Certa

No caminhar das unhas



▼ Agosto (4)

O Rei ficou mais Rico na Vila Alice

Nas asas das éguas

A canção pensante da Kianda

A minha poesia



▼  Julho (10)

O fogo dos meus olhos

Insaciáveis

No mar da vulva

Magestosa mulembeira

Mulemba Xa Ngola

Oremos

Sonho despedaçado (conto)

A música da cevada e da uva

Extase na solidão da noite

Amiga da zunga

6 comentários:

lita duarte disse...

Nguimba,

Parabéns pelo blog.
Cheguei a ele através do amigo Ricardo Riso, por quem tenho muito respeito e consideração.
Como tenho muito carinho por Angola, o seu blog está sendo para mim uma grande e boa viagem.
Que Deus te conceda tudo do bom e do melhor e que você continue sempre escrevendo, para nossa alegria.

Um forte abraço.

lita duarte

Nguimba Ngola disse...

Muito obrigado Lita! O Ricardo é deveras um grande amigo e homem comprometido com a cultura.

Um kandandu

Carmem disse...

Parabéns, é um ótimo blog.

Bjus

Decio Bettencourt Mateus disse...

Nguimba: disseste bem, "A internet em Angola ainda não é para todos", infelizmente. Mas, felizmente, cá estás tu, uma voz já realidade, fazendo chegar um pouco do que produzimos a este mundo fora. Muita saúde literária para ti.

Kandandu.

Nguimba Ngola disse...

Obrigado e outro kandandu, Xé candongueiro.
Haha, és um grande poeta amigo!

Anónimo disse...

Mano Nguimba,


Parabéns pelo esforço: é confortante saber que divulgas as coisas da mae terra com tanto fervor.


Até breve em Luanda.


JLMendonça