28 julho 2008

Lev´Arte - Dois anos de poesia











“Diz o ditado popular que “palavras leva-as o vento”. Para o movimento Levarte, o provérbio não se aplica, já que ali as palavras são gravadas a ferro e fogo na alma dos integrantes. A paixão que os move leva-os a seguir em frente e a desbravar caminhos, ramificando-se por esta Luanda fora em busca de pessoas que contrariam o famoso ditado” (António Onofre in revista austral, Nov/Dez 2007).

O Lev´Arte nasceu a 20 de Julho de 2006 e é constituído por jovens amantes da literatura. Um dos maiores objetivos do movimento é o resgate dos hábitos de leitura bem como a promoção da poesia. Desse modo o movimento faz o seu papel na consciencialização da juventude e não só, nos caminhos da humanização.

Luciano Zajdsznajder (1994) afirma que o homem pós-moderno se distancia de si mesmo, à medida que o mundo a sua volta se torna mais turbulento e sua vida mais fragmentada e, Heidegger (1973), filosofo alemão, acrescenta que o homem na sua busca sem freios de auto asseguramento, diminui toda a profundidade de seu pensamento e foge da vitalidade criativa. Assim o Lev´Arte com seus eventos poéticos tenta conduzir a juventude a si mesmo, resgatando-o da devassidão e do vazio devolvendo-lhe a sua liberdade criativa.

A poesia tem o seu zênite na declamação. É preciso que haja mestres nessa arte, pois assim os poemas ganham vida. O Lev´arte tem permitido o aparecimento de jovens com talento na arte da declamação. A par da poesia recitada, está a música e o teatro, outras expressões artísticas que preenchem os eventos levarteanos que emocionam todos aqueles que afluem a estes eventos.

Ao longo dos dois anos de poesia e declamação, o movimento levarteano levou a arte para diversas instituições de ensino bem como palestras com os estudantes para atingirem seu objetivo principal. Uma caminhada marcante do grupo foi a deslocação no ano passado ao Hospital Psiquiátrico onde conviveram com os pacientes e o corpo clínico. Foi um dia memorável, segundo afirmou Kardo Bestilo, um dos membros executivo do movimento.

Os membros do movimento Lev´Arte sentem-se regozijados com os resultados alcançados ao longo destes dois anos em que nem tudo foi um paraíso de sucessos. Tiveram também momentos de grandes desafios e provações que quase os levou a parar com os eventos. No entanto eles sobreviveram tal como a criança que marca seus primeiros passos está sujeito a quedas e depois tem os pés firmes para continuar a marcha.

É de louvar os esforços deste movimento que tem contribuído dessa forma para o crescimento da nossa cultura. Parabéns levarteanos por mais um ano de existência e que a vossa coragem e determinação sempre vos acompanhem ao fazerem do impossível o possível.


Nguimba Ngola
Mulemba waxa Ngola, aos 21/07/2008 23:55´.

2 comentários:

Zé Kahango disse...

Saudações de um blogueiro amigo de Angola!

Movimento Lev´Arte disse...

Eu tenho Orgulho em ser Lev´Arte